30 dezembro 2009

Recepção calorosa

No mesmo dia que chegamos em Poços, houve a festa de confraternização da nossa revista. Minha sogra e meu sogro foram convidados a participar e fomos surpreendidos por um emocionado e emocionante discurso elaborado pela mãe da minha esposa, a dona Ismênia. Segue a íntegra:

"Boa noite Senhoras e Senhores,
Peço-lhes licença para falar-lhes algumas palavras que meu coração está pedindo para expressar.
No catecismo de minha infância, se me perguntavam "onde está Deus?", eu respondia: Ele está na natureza, que é a coisa mais linda que existe.
E hoje, na minha maturidade?
Continuo vendo-O nas pequenas coisas mais belas que existem, mas acima de tudo vejo-O no amor acompanhado das ações, Dele decorrentes. Vocês sabem o que quero dizer, não é? O amor do Adriano, da Adriana pelo Marcelo é como uma fagulha do amor de Deus.
Quando meu querido genro Adriano, minha querida filha e meu amado Marcelinho foram para São Paulo, eu e Toninho passamos por um período de preocupação e de tristeza, motivadas pela saudade. Mas, hoje, tendo-os de volta, reconhecendo o bem que aquela cidade, com tudo de bom ofereceu ao Marcelinho (hoje não mais Marcelinho), "Marcelo" um rapazinho que usufruiu de tudo e progrediu, sentimo-nos felizes e orgulhosos por ele e por seus pais, que também aproveitaram o lado cultural e de entretenimento próprios de lá. Mas, acima de tudo, o amor ao Marcelo, os fez priorizar suas ações em favor dele. Damos graças a Deus e aos amigos.
Sintam o nosso Amor.
Sejam bem-vindos a Poços de Caldas e à família.
Hoje é uma noite de festa, de confraternização, de luz e alegria.
Que Deus faça com que todos conservem a saúde, o bom humor e a capacidade de evoluir.
E que a noite mais luminosa que se aproxima, o Natal, seja muito feliz para todos nós e distribua-nos mais entusiasmo, alegria, solidariedade e calor humano."

Nem preciso dizer que lágrimas rolaram em nossas faces, bem como na de muitos outros ali presentes. Foi muito bom ser recepcionado de forma tão carinhosa.

20 dezembro 2009

Fim da saga paulistana

Chegou ao fim nossa aventura paulistana. Foram 5 anos. Viemos com um objetivo de procurar as terapias e tratamentos que pudessem dar uma melhor qualidade de vida ao nosso Marcelo, além de uma escola que pudesse nos ajudar em sua socialização e busca de independência. Creio que ele evoluiu muito nesse período e o saldo é amplamente positivo.
Foi uma experiência excelente tanto para ele como para mim e para a Adriana. Todos vivenciamos esperiências e situações que nos fizeram enriquecer como seres humanos. Nada como ter que enfrentar novos desafios para fazer você evoluir espiritual e emocionalmente.

18 dezembro 2009

Mais Nossa Língua


Se alguém quiser ver o programa "Nossa Língua", da TV Cultura, que fez um especial tratando sobre Palavras Cruzadas pode acessar o site deles: www.tvcultura.com.br/nossalingua/secoes/programas/. A minha pequena participação é apenas no terceiro bloco.

17 dezembro 2009

Homenagem bacana

Recebi por e-mail a história abaixo e achei interessante. Infelizmente, não havia o nome do autor.

"Nas fotos abaixo vocês verão que visitei o box da Williams durante o GP Brasil de Fórmula 1 desse ano e quando tirei uma foto do bico de um dos carros (foto1) um detalhe me chamou a atenção (foto2).

Como havia uma menina da propria Willams servindo-nos de guia, perguntei a ela o motivo daquele adesivo e se era pelo fato de estarmos no GP do Brasil e para minha surpresa a resposta foi que desde 94 aquela imagem faz parte de todos os carros da equipe e estará em todos os próximos carros que a equipe desenvolver. Então perguntei, por que não se comenta isso no Brasil e a resposta foi simples... por que isto não é uma propaganda, é uma marca da equipe. E por que naquela posição? Segundo ela, o respeito pelo campeão, dentro do time sempre foi tão grande que estando naquele local, "o campeão" chegará em primeiro sempre que um carro da equipe for vencedor."


Foto1

Foto2

15 dezembro 2009



Fui no Shopping Eldorado com o Marcelo domingo e esse brinquedo acima nos chamou a atenção. É uma bolona de plástico bem grosso, em que a criança entra e recebe uma mangueira de ar para enchê-la (a bola, não a criança). Tudo hermeticamente fechado. A bola é rolada para uma grande piscina onde a molecada se diverte. Gostei da brincadeira. Pena que não deixam adultos entrarem, se não teria levado o Marcelo comigo.

14 dezembro 2009

Horários

Reproduzo o e-mail que recebi com os horários dos programas. As reprises são em períodos um pouco ingratos. O melhor é ver no site, a hora que der:

"A todos que participaram das gravações do Programa Nossa Língua – Tema: “PALAVRAS CRUZADAS”

O programa irá ao ar nos seguintes dias e horários:
Data: 14/12 (segunda-feira) Horário: 19h30min.
Reprise 01: 18/12 (na madrugada de quinta para sexta), às 02h00min
Reprise 02: 19/12 (sábado), às 08h00min.
Na segunda-feira dia 14/12 – após a exibição na TV, assista ao programa no nosso site www.tvcultura.com.br/nossalingua
Mais uma vez, obrigado pela atenção.
Tania Gonçalves
Produção - Programa "Nossa Língua"

10 dezembro 2009

Nossa Língua


Felipe é o atual repórter do programa.

Fomos contactados pela produção programa "Nossa Língua", da TV Cultura, aquele do prof. Pasquale Cipro Neto. Eles estão montando uma matéria sobre Palavras Cruzadas e nos pediram para dar uma rápida entrevista. Como ninguém da revista gosta de falar para os microfones, acaba sobrando para mim. Tenho uma timidez enorme, mas luto ferrenhamente contra ela. Dei a entrevista segunda passada, aqui em casa.

Equipe de 6 pessoas mais um tanto de equipamento.

Não achei meu desempenho bom. Fico muito nervoso e tem hora que a fala não acompanha o raciocínio. Vamos ver como vai ficar depois da edição e finalização. Disseram que vai ao ar na próxima segunda-feira, dia 14, às 19:30 horas. Há reprises durante a semana. Depois posto os horários aqui.

08 dezembro 2009

Lóki


Arnaldo autografa para meu sobrinho Rubens.

Fui numa tarde de autógrafos do Arnaldo Baptista, do lançamento do DVD documentário "Lóki". O filme é realmente muito bom, já havia assistido no Canal Brasil. Eu nem sou muito fã do trabalho dos Mutantes, mas é inegável o talento dele e a importância que sua banda teve no cenário musical brasileiro. E porque não dizer mundial, afinal diversos artistas contemporâneos citam Mutantes como influência em sua formação musical.


O evento foi na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, na avenida Paulista. Estava abarrotado e o Arnaldo encarou numa boa. Ele tá bem 'acabadinho', meio lento, com voz de criança. Só que continua genial. É artista nato. Pinta agora, além de compor músicas. Segundo Rubens, sobrinho meu, que conversou com ele após o evento, Arnaldo vai montar um estúdio em casa e gravar sua mais recentes composições. Tocando todos os instrumentos. Vamos ver o que vai dar....


06 dezembro 2009

Beach Park


Sogra e nora aproveitam as delícias do sol e da água de coco.

Na sexta-feira do Encontro de Cruzadistas tivemos um dia de folga. Fomos todos para o Beach Park. Belíssimo lugar. Muitas atrações para se divertir. Apesar do preço salgado da alimentação e do ingresso, dá para passar um bom dia de lazer. Tudo muito bem cuidado, limpo, seguro, bem sinalizado. Só não tive peito de descer no "Insano", escorregador de 41 metros de altura, que leva o indivíduo a sentir a velocidade da queda livre... Se voltar lá, experimentarei...

01 dezembro 2009

Monkees


Você se lembra do Peter Tork, baixista dos Monkees?


Olha como ele está atualmente. É o da esquerda. Nunca mais tinha ouvido falar nele. Pensei até que já tivesse ido. Ele teve um raro carcinoma na garganta e agora está voltando à ativa. Sucesso para ele!!!!

30 novembro 2009

Egberto Gismonti

Passeando pela televisão ontem de manhã, deparei-me com o fantástico Egberto Gismonti no programa do Rolando Boldrin, o Sr. Brasil, na TV Cultura. Que coisa mais linda! Tanto o texto de apresentação do Rolando, quanto a execução da música "Salvador", pelo Egberto, num violão que me pareceu de 14 cordas (!?!?!?!) e, principalmente, pelo que ele disse após sua apresentação.
Egberto é um gênio musical. Multi-instrumentista, passa mais tempo se apresentando no exterior do que no Brasil. Por sorte, achei o trecho desse programa no YouTube. Demora quase 11 minutos, se alguém quiser assistir, vale a pena:


26 novembro 2009

Agradeçamos

Hoje é Dia de Ação de Graças. Tenho muito a agradecer e não só hoje. Aliás, agradeço muito e sempre. Não é uma data religiosa somente. Pouco importa o credo, fé ou religião. Agradecer é sempre bom.
No Brasil, é comemorado na quarta quinta-feira de novembro. Nos Estados Unidos é feriado nacional e a gente conhece mais essa data (Thanksgiving!) por ver os americanos comendo peru nos filmes de Hollywood (Dá-lhe Imperialismo!).

25 novembro 2009

Pirataria


Lembro que, há um tempo, meu sobrinho Rubens comprou um relógio MIKE na 25 de março. Sim, não é NIKE é MIKE mesmo. Até o símbolo era igual. Ele desfilava com o acessório na boa e só percebia a falsificação quem fosse muito atento.

O blog Pérola Para Porcos publicou uma divertida matéria com diversas imagens do gênero. Achei bem legal:

24 novembro 2009

Décimo segundo Encontro

Usei terno e gravata e não derreti.

Nosso Encontro de Cruzadistas aconteceu sem maiores percalços. Menos inscritos do que o hábito, o que não tirou o brilho da festa. A leve queda de participantes pode ser atribuída ao medo geral da gripe suína, em especial na época em que lançamos os pacotes turísticos e à distância de Fortaleza. São mais de 3 horas de avião de São Paulo. Para alguns leitores, esses fatores fazem diferença.

A abertura foi um jantar em área aberta, ao lado da piscina, rodeada de coqueiros. Uma brisa constante e fresca deu um clima super gostoso à solenidade. As atividades do evento transcorreram sem grandes novidades. O melhor mesmo é poder rever os amigos-leitores e conversar com eles descontraidamente. Além disso, é uma grande reunião da família Mussolin. Esse ano fomos todos, exceção da sobrinha Anna Cecília que tinha uma viagem com a turma da escola.
A campeã do concurso de passatempos deste ano, Ângela Tygel, durante a premiação.
É um evento bastante cansativo para todos nós que participamos da organização. Tanto nossos funcionários, como o pessoal da Serrambi Turismo, que nos ajuda desde o primeiro encontro, se esforçam muito para que tudo corra bem com os participantes. A sensação de dever cumprido ao final do evento é sempre gratificante.
Mais informações e um monte de fotos aqui: http://www.recreativa.com.br/ebc/xii/index.php

Ano que vem, Poços de Caldas. Comemoração de 60 anos de A Recreativa.

22 novembro 2009

Fortaleza


Fortaleza é uma cidade grande. Uma das maiores do Brasil e está em franco crescimento. Das capitais do Nordeste que conheço é a que menos tem apelo turístico na área central. Alguns pontos são interessantes e outros ainda estão sendo reformados e preparados para uma necessária exploração. As praias frequentáveis são afastadas do centro e são bem bonitas, longas, de areia bem fina e branca. Mar agitado e vento constante.

A feirinha da praia de Iracema é bem bacana, com algumas armadilhas para turista, mas com muito artesanato bacana. Acho que nunca vi tanta variedade. Come-se bem e com preço justo. Há sempre alguma coisa para se fazer por lá, shows de humor, de música, forró, teatro, etc. A cultura cearense é muito rica. Lá nasceram, entre outros, o artista plástico Aldemir Martins, o músico Fágner, o escritor José de Alencar, os humoristas Chico Anysio e Renato Aragão. E percebe-se uma intenção clara e justa de cultivar esses baluartes.

Em diversos pontos da cidade existem essas usinas de energia eólica. Usam os ventos abundantes da região para promover uma energia com zero de poluição. Bom exemplo a ser seguido por outras áreas do nosso país.

19 novembro 2009

As Chaves de Casa


Assisti ontem ao filme italiano "As Chaves de Casa", de Gianni Amelio. Lançado em 2004, não fez grande sucesso no Brasil, apesar de ter sido indicado a uma série de prêmios no exterior. É uma história tocante de um pai que revê o filho deficiente de 15 anos que abandonara assim que nasceu. Baseado no livro "Nascer Duas Vezes", de Giuseppe Pontiggia, o filme caiu especialmente bem para mim.
A atuação de Andrea Rossi, como o menino Paolo, é impressionante. Ele mesmo um garoto com deficiências físicas. Sua interpretação traz uma leveza e uma veracidade enormes ao filme. Não há efeitos especiais, cenas grandiosas, somente uma história comovente, sem ser piegas.
Agora vou correr atrás do livro que deu origem ao filme. Pode ser mais interessante ainda.

17 novembro 2009

De volta a Sumpa...

Chegamos no domingo à noite. Já comecei direto a fazer as revisões das revistas de dezembro. Muita concentração. Logo posto algumas notícias de nossa viagem.

10 novembro 2009

Paixão

Tudo bem que a gente gosta de futebol e música, admira um time, um jogador, a seleção, etc... Mas tudo tem limite, né?

Olha o que esse indivíduo fez...

09 novembro 2009

Lá vamos nós

Estamos embarcando hoje para Fortaleza. A partir de quarta, até domingo, teremos lá mais um Encontro Brasileiro de Cruzadistas. Eu, a Adriana e o Marcelo vamos um pouco mais cedo para dar uma voltinha pela cidade antes de começar os trabalhos.

Dessa vez, todo mundo da família vai, menos a Anna Cecília que resolveu ir com a escola para um passeio em Brotas. Em breve, coloco algumas fotos por aqui.

08 novembro 2009

Oprah Winfrey

Não costumo assitir o programa dela. Outro dia, zapeando, parei para ver uma matéria que me parecia interessante. Qual o povo mais feliz do mundo? Ela fez matérias com mulheres em 4 cidades do mundo: Copenhague (Dinamarca), Istambul (Turquia), Dubai (Emirados Árabes) e o nosso Rio de Janeiro. Achei muito boa a reportagem, apesar de um pouco superficial. Naturalmente, por problemas de tempo, já que matérias completas gastariam horas de exibição.

Em suma, foi bem interessante saber como vivem famílias de padrão semelhante em tantos cantos do mundo. Segundo Oprah, o povo mais feliz do mundo está na Dinamarca. Assista a matéria de lá, sem legendas:



Destacou-se entre as cidades uma peculiaridade do Rio. Oprah teve que pagar 600 dólares para entrar na favela onde mora a empregada da brasileira entrevistada, supostamente para garantir a segurança de sua equipe. Ela disse também ter ficado feliz com a escolha do Rio como sede das Olimpíadas de 2016 e não sua cidade, Chicago. Senti uma certa ironia nessa declaração dela. Outro ponto incrível, pelo menos aos meus olhos, nas cenas onde aparecia a praia, uma mancha desfocada impedia que os glúteos femininos fosses vistos!?!?!?! Que moralismo é esse???

06 novembro 2009


Alguém já disse que a felicidade encontra-se nas pequenas coisas, em breves momentos que nos trazem prazer. A semana passada peguei o carro do meu irmão Luciano para dar uma volta com o Marcelo. Foi um desses momentos. Vento na cara e a alegria estampada no rosto do filhão.

Já está entre os melhores momentos de uma vida...

03 novembro 2009

Mais Beatles

Acabo de ficar sabendo que será lançada uma edição especial dos 14 discos remasterizados dos Beatles em forma de MAÇÃ!!! Sim, o cabo é um pendrive que carrega todos os álbuns em MP3 de alta qualidade, os mini-documentários e impressos que foram lançados no box. Nada de muito diferente, a não ser o formato inusitado. O lançamento é oficial, da própria EMI em conjunto com a Apple e sairá em 7 de dezembro próximo.
Papai Noel???? Tá me ouvindo???
Notícia original: http://wogew.blogspot.com/2009/11/more-formats-for-remasters.html

26 outubro 2009

AACD em Poços

"A décima segunda maratona televisiva do "TeleTon", promovida pelo SBT em prol da AACD, novamente atingiu a sua meta: R$ 19 milhões. Com o valor arrecadado, será construida uma unidade em Poços de Caldas, Minas Gerais."
Excelente notícia!!!!

20 outubro 2009

Woody Allen


Acabo de ler um calhamaço de mais de 400 páginas de um livro chamado "Conversas com Woody Allen". Gosto dele desde fim da década de 70, quando vi seus primeiros filmes. Passei um período meio sem paciência de acompanhá-lo, quando achava que suas histórias eram muito distantes de minha realidade.

Devo admitir que, agora, novamente volto a admirar seu trabalho. Acho que meu amadurecimento ajuda muito nisso. O cara é uma figura diferente. Especialmente, por ser americano e não se encaixar no mainstream. Não faz concessões aos produtores de Hollywwod e nem foi receber o Oscar que ganhou por "Noivo Neurótico Noiva Nervosa". Reza a lenda, que ele preferiu ir tocar clarineta com os amigos no Blue Note. Ele diz que não lê as críticas e não dá a mínima para elas, sejam boas ou más.

Não é todo mundo que gosta dele. Eu lembro de algumas passagens de seus filmes que ficarão para sempre na minha memória. O filme "Zelig", por exemplo, o protagonista adapta-se ao ambiente em que ele se encontra. Um verdadeiro camaleão humano. Fica negro quando toca com músicos de jazz, gordo e de bigode em um restaurante grego, e por aí vai. É um falso documentário muito bem bolado. E em preto-e-branco. Misturando imagens reais de Hitler, por exemplo, com novas tomadas atuais. Quem de nós não se adapta a uma circunstância quando necessário? No caso dele, era patológico. Genial.

Lembro-me de um personagem, interpretado por Robin Williams, de um outro filme que era fora de foco. Sim, ele ficava embaçado e os seus colegas eram nítidos. E ele achava que os outros que eram embaçados. Quem de nós já não se sentiu assim também?

Outro falso documentário é "Poucas e Boas", onde ele conta a vida de um violonista dos anos 30 ou 40, interpretado por Sean Penn, que é o segundo melhor do mundo. Só perde para Django Reinhardt, o cigano belga, este de fato existiu. As músicas são outro ponto forte de seus filmes, a meu ver.

Aos poucos vou começar a rever seus filmes mais antigos e certificar que as marcas que eles deixaram em mim ainda permanecem. Os mais recentes, vide "Vicky Cristina Barcelona", causaram ótima impressão.


Ainda bem que acabou...

Ainda bem que a semana passada acabou. Não lembro de ter tido dias tão estranhos em minha vida. E olha que já passei por mais de duas mil semanas nessa passagem pela Terra. Tive dor de garganta, dor de cabeça, mal-estar, noites maldormidas, muito trabalho, meu 'estressômetro' esteve a ponto de estourar. Fiquei ranzinza, impaciente, desanimado, mal-humorado... Coitada da patroa e do menino... Já pedi desculpas a ambos.
Tudo melhorou no sábado. Parece coisa de magia. De repente, à tarde, comecei a me sentir melhor e voltei ao meu normal. Geralmente, no final do ano, as pessoas ficam assim, meio diferentes mesmo. Só que achei que foi muito cedo. Ainda estamos em outubro!
'Bora. Ainda temos muita lenha para queimar...

10 outubro 2009

40 anos de Abbey Road

Fui convidado pelo pessoal do portal Beatles Brazil para dar um depoimento sobre a passagem do 40º aniversário de lançamento do disco Abbey Road. Tem gente do Brasil todo, ficou bem interessante. Eis o resultado:

08 outubro 2009

Beatles na moda, de novo


Excelente matéria publicada pela revista Exame, escrita por Renata Agostini, analisando o fenômeno de vendas proporcionado pelos Beatles, nos dias de hoje. É grande, porém interessante para quem gosta do assunto:

"A Construção de uma Marca Eterna

Num ano marcado pela morte de Michael Jackson, em que as melhores esperanças da combalida indústria fonográfica estavam depositadas na enorme procura por seus álbuns e coletâneas, os Beatles surgem para bater todos os recordes de vendas de CDs. Sim, 40 anos após seu término, a banda formada por Paul, John, George e Ringo, os quatro garotos de Liverpool, mostra que continua a ser uma das marcas mais poderosas do planeta. O nome Beatles e tudo o que ele representa -- rebeldia, revolução, qualidade e inovação -- ainda hipnotiza a geração de filhos e netos de seus primeiros fãs.
Em meados de setembro, a banda chegou ao topo da lista dos álbuns mais vendidos da revista americana Billboard, principal indicador de vendas de discos nos Estados Unidos e termômetro da indústria fonográfica mundial. O lançamento dos 14 álbuns dos Beatles em versão remasterizada, a cargo da EMI, detentora dos direitos, levou milhões de consumidores às lojas. Em cinco dias, 2,3 milhões de cópias de CDs simplesmente desapareceram das prateleiras. A procura fez com que os Beatles tivessem cinco entre os dez álbuns mais vendidos do ranking geral da Billboard, batendo a marca do próprio Michael Jackson (que tem três discos entre os dez mais vendidos do ano) e de estrelas populares, como o rapper Jay-Z e a cantora Beyoncé. Simultaneamente ao lançamento dos CDs, a emissora MTV e a distribuidora Viacom lançaram o Beatles Rock Band, videogame adaptável a vários tipos de console, que, em apenas uma semana, entrou para o grupo dos cincos jogos mais vendidos nos Estados Unidos, na Europa e no Japão. A expectativa é que sejam vendidos 5 milhões de cópias do game até o fim do ano. "Ninguém ignora que os Beatles são provavelmente a marca musical mais forte que já houve, mas a capacidade de renovar seu apelo comercial sempre surpreende", diz Luiz Garcia, gerente de marketing estratégico da EMI Brasil, responsável pela distribuição dos álbuns da banda no país.
Quase ninguém discorda de que há um abismo de qualidade entre a produção musical dos Beatles e do rapper Jay-Z, mas não é só isso que faz de John Lennon, Paul McCartney, Ringo Starr e George Harrison ícones da música até hoje. Há muito marketing -- bom marketing -- por trás da marca Beatles. Uma das táticas para preservar sua mística é manter longos hiatos entre cada leva de lançamentos de produtos que recebem a grife. Desde que os quatro músicos se separaram, em 1970, houve apenas quatro grandes "ondas". Em 1987, lançaram seus álbuns em CD -- depois que as outras grandes bandas, como Rolling Stones e Pink Floyd, já haviam feito a digitalização de suas músicas. O segundo grande lançamento só veio em 1995. Batizado de Anthology, o projeto reuniu os ex-integrantes Paul McCartney, Ringo Starr e George Harrison para a gravação de três álbuns com músicas inéditas deixadas por John Lennon, assassinado 15 anos antes. Em 2000, lançaram o álbum Beatles 1, a primeira coletânea de grandes sucessos do grupo. A procura foi tão grande que o CD entrou para o Guinness Book como o álbum que vendeu mais cópias no menor espaço de tempo em toda a história: 13,5 milhões de cópias no primeiro mês. "Esse é o tempo do amadurecimento de uma geração", diz Alejandro Pinedo, diretor-geral da consultoria Interbrand no Brasil. Para Pinedo, trata-se de uma estratégia semelhante à adotada pela Disney na exploração comercial de seus clássicos. A empresa criada por Walt Disney costuma dar um intervalo de sete anos entre os lançamentos de novas versões de desenhos como Cinderela ou Branca de Neve. Na prática, ao programar esses intervalos, os Beatles conseguem renovar constantemente sua legião de fãs. Uma pesquisa feita nos Estados Unidos e divulgada em agosto pelo Pew Research Institute, especializado em comportamento, mostrou que os Beatles estão entre as quatro bandas favoritas por gente de todas as faixas etárias. A pesquisa também constatou que os Beatles estão em segundo lugar entre os astros pop mais admirados por jovens de 16 a 25 anos, logo atrás de Michael Jackson.
Além de estratégica, a demora para levar novos produtos ao mercado tem uma explicação, digamos, menos nobre. Segundo o americano Bill Stainton, autor do livro 5 Best Decisions the Beatles Ever Made ("As cinco melhores escolhas que os Beatles fizeram", numa tradução livre), sobre o modelo de negócios da banda, a complexa rede de autorizações necessárias para o fechamento de cada contrato é outro fator que define a velocidade dos lançamentos. Além dos ex-Beatles e de seus herdeiros, executivos da Sony/ATV (dona do catálogo com as músicas da banda) e da EMI (que detém o direito de distribuição dos álbuns) precisam avaliar cada proposta. "É muita gente para entrar em acordo", diz Stainton. Para que as decisões desse grupo sejam respeitadas, foi preciso criar uma rede de proteção com severas restrições ao uso da marca e uma afiada equipe de advogados. Os ex-Beatles vivos, Paul McCartney e Ringo Starr, e as viúvas Olívia Harrison (de George Harrison) e Yoko Ono (de John Lennon) não permitem a inclusão de músicas da banda em coletâneas com outros artistas, e a marca não pode ser vinculada a campanhas comerciais de produtos que não os dos próprios Beatles. Também são vetadas promoções com os discos da banda -- até hoje eles são vendidos com preços de álbuns novos.
Essas restrições já renderam aos representantes dos Beatles longas batalhas judiciais contra empresas como Nike e Apple. Em 1987, a Nike foi processada pela banda por utilizar a música Revolution num comercial de TV. Os ex-integrantes da banda não haviam sido consultados e cobraram 15 milhões de dólares na Justiça. O comercial saiu do ar e chegou-se a um acordo (o valor jamais foi revelado). Com a empresa de Steve Jobs a pendenga foi mais longa e muito mais cara. O motivo era o nome Apple, que batizava a empresa criada por Jobs em 1976 e também a empresa dos Beatles, fundada oito anos antes, a Apple Corps. Depois de 25 anos de briga, o caso foi resolvido -- de acordo com o noticiário da época, Jobs teve de desembolsar mais de 500 milhões de dólares.
A próxima "invasão" do quarteto de Liverpool deve coincidir com os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, quando os Beatles vão ser explorados como um dos símbolos do país. A Disney já anunciou que vai recriar o filme Yellow Submarine, um desenho animado estrelado pelos quatro músicos em 1968, para lançá-lo em versão 3D no ano dos Jogos. O cineasta americano Martin Scorsese também trabalha numa biografia de George Harrison, que morreu de câncer em 2001. Os ex-integrantes da banda sabem que eles mesmos ainda têm muito material para explorar quando quiserem. Há centenas de horas de gravações que nunca foram divulgadas e Paul McCartney já afirmou que gostaria de lançar em breve uma faixa gravada em 1995 com os demais integrantes da banda. Quarenta anos após seu fim, os magistrais Beatles continuam a ser referência -- na arte e nos negócios"

06 outubro 2009

Beatle fotos de NY

O amigo Marcelo Zenun andou dando um giro pelos Estados Unidos e bateu algumas fotos para me mostrar. Compartilho com vocês.
As duas primeiras são de um novo Hard Rock Cafe que abriu na Times Square e as outras duas da loja de brinquedos Toys'R'Us.

Violão usado por George Harrison no Concerto para Bangladesh.


Um baixo Hofner autografado por Paul McCartney.

Marcelo conta que há uma grande campanha de lançamento do game Rock Band.

Gostaria muito de ter um. Só não tenho videogame...


03 outubro 2009

Poços Antiga

Recebi de uma leitora de nossas revistas essa série de postais. Achei magníficos. Não sou especialista, parecem-me fotos retocadas manualmente. A leitora chama-se Eva Peron Bernardo, mora em Maringá, no Paraná, tem 87 anos e disse que os postais foram levados para lá por seus pais que passaram uma temporada em Poços de Caldas, por volta de 1916. Há 93 anos!!!!
Clique neles para ver com mais detalhes, vale a pena
.









02 outubro 2009

Fila pro AC/DC

Fui tentar comprar ingressos para o show do AC/DC que vai acontecer em 27 de novembro e acabei desistindo. A fila estava enorme. Vou tentar mais uma vez hoje:

video

30 setembro 2009

UP - Altas Aventuras


Tirei da Folha Online de ontem

"A animação da Disney/Pixar "Up - Altas Aventuras" liderou as bilheterias dos cinemas brasileiros pelo quarto fim de semana consecutivo.

De acordo com dados do Filme B, o longa arrecadou cerca de R$ 1,7 milhão entre a última sexta-feira (25) e domingo (27) e levou mais de 155 mil pessoas aos cinemas."

Assisti a esse filme com o Marcelo. É bem legalzinho, mas não é um filmaço. Daqueles inesquecíveis, como o "Wall-E". A produção é impecável, como tem sido habitual nessas animações mais recentes, só que o andamento é desigual e a história um pouco inverossímil demais.

Não pude deixar de lembrar daquele padre que sumiu no mar, no Paraná, depois de levantar voo alçado por balões de hidrogênio. O começo do filme é realmente empolgante, perdendo um pouco o pique do meio para o fim. Não deixa de ser um bom programa para fazer com a gurizada ou mesmo sozinho.

27 setembro 2009

Nosso Hino

Agora é obrigatório. As escolas de ensino fundamental terão que executar o Hino Nacional Brasileiro pelo menos uma vez por semana para seus alunos. Eu acho ótimo. Primeiro, porque considero nosso hino muito bonito. Um pouco difícil de se entender, com algumas frases invertidas e palavras de pouco uso comum. Mas, dentre os hinos que conheço, é certamente um dos mais marcantes. E essa complexidade da letra acaba sendo útil, afinal amplia a compreensão de textos por parte das crianças.
Segundo, porque sabendo a letra do hino e cantando-o uma vez por semana, podemos incutir um pouco mais de civismo e patriotismo na petizada. Hoje em dia, crescemos descendo a lenha em nosso país, criticamos demais tudo e todos. Muito por culpa de uma boa parcela de políticos que, com o decorrer dos anos, vem fazendo as instituições legislativas e executivas perderem a credibilidade.
A execução do hino semanalmente não vai resolver os enormes problemas educacionais que temos, mas pode fazer a criançada se lembrar que somos brasileiros todos os dias e não apenas em época de Copa do Mundo de futebol.

25 setembro 2009

Cena paulistana

Aqui em São Paulo todo mundo tem algum caso de violência urbana para contar. Se não aconteceu com a própria pessoa, um parente, vizinho, amigo ou conhecido foi a vítima. Assaltos, acidentes, sequestros e toda sorte de acontecimentos comuns às metrópoles. E isso faz as pessoas estarem sempre assustadas, alertas, atentas, esperando pelo pior. Parece que já está incorporado ao dia-a-dia, à rotina de todos. Meio paranóia geral mesmo.
Essa semana fui levar o Marcelo à fisioterapia. Como o tempo estava chuvoso, eu vestia uma blusa de moletom, estilo 'canguru', aquelas que tem capuz e um bolso de cada lado na altura da barriga. Enquanto ele estava na sessão, fui à esquina, na banca de jornal. Na volta, ao passar num estabelecimento que vende água em galões, bem ao lado da clínica onde meu carro estava parado, havia uma senhora de pé na porta. Eu estava com o celular em um bolso da blusa e as chaves do carro no outro. Ao me aproximar da senhora, já fui enfiando as mãos nos bolsos para retirar minhas chaves. Ela ergueu as mãos e as colocou na cabeça e gritou: "Ai hómi, que susto que você me deu. Pensei que fosse me assaltar..."
Paranóia total. Ela pensou que eu fosse um ladrão e que tiraria uma arma da blusa. Só que não a condeno. A gente acaba ficando assim, um tanto assustado. Ninguém mais tem aquela tranquilidade de outrora...

23 setembro 2009

Hora de Música

Música com melodia boa e letra simples me agrada. Essa é demais. Tem um monte de gente que já gravou. A versão que não sai da minha cabeça é essa aí do Taiguara. Ele era uruguaio de nascença e foi criado no Brasil. A interpretação dele é primorosa. Na medida! A música pode descambar se o cantor se exceder no sentimentalismo. Ele acertou em cheio. Espero que vocês gostem.

A música é de Chico Buarque, Vinicius de Moraes e Garoto. Tem jeito de ser ruim? Fala sobre pessoas simples, que são a imensa maioria nesse Brasilzão nosso. Ainda quero falar sobre isso em outro post: o Brasil é simples, humilde, sertanejo....



GENTE HUMILDE

Tem certos dias
Em que eu penso em minha gente
E sinto assim
Todo o meu peito se apertar
Porque parece
Que acontece de repente
Como um desejo de eu viver
Sem me notar
Igual a tudo
Quando eu passo no subúrbio
Eu muito bem
Vindo de trem de algum lugar
E aí me dá
Como uma inveja dessa gente
Que vai em frente
Sem nem ter com quem contar

São casas simples
Com cadeiras na alçada
E na fachada
Escrito em cima que é um lar
Pela varanda
Flores tristes e baldias
Como a alegria
Que não tem onde encostar
E aí me dá uma tristeza
No meu peito
Feito um despeito
De eu não ter como lutar
E eu que não creio
Peço a Deus por minha gente
É gente humilde
Que vontade de chorar.

21 setembro 2009

Genérico

Essas contorcionistas são impressionantes...

Ainda em "soft opening" o Teatro Bradesco, no Shopping Bourbon, abriu as portas para o espetáculo "Piratas", do Circo Nacional da China. As atrações são realmente boas e praticamente não se percebe as 2 horas de apresentação. São 36 artistas-atletas se revezando em números fantásticos.

A produção é simples. Caio na tentação de comparar com o Cirque du Soleil, que tem as mesmíssimas atrações, mas com uma produção muito mais caprichada, e com o ingresso pelo triplo do preço. Vamos dizer que seja o 'genérico' da companhia canadense...

O teatro merece um destaque à parte. Muito confortável e extremamente bonito. Num estilo clássico, com balcões, camarotes e visão boa de qualquer ponto. Vai pegar!

17 setembro 2009

Esquilo em Poços?

video

Na minha santa ignorância, sempre pensei que esquilos fossem coisa do hemisfério Norte. Que existissem apenas nos países de clima frio e onde houvessem nozes para eles se alimentarem. Deve ser a influência dos desenhos de Tico e Teco que tanto vi na minha infância.

Outro dia, descendo a serra do Cristo, em Poços, vi um esquilo atravessando a estrada. Consegui filmar alguns segundos de sua agilidade pelos galhos da mata. O bicho é esperto mesmo. Será que não é esquilo? Existe esquilo no Brasil? Alguém pode ter soltado algum esquilo na mata, após não querer tê-lo mais como bicho de estimação?

Alguma luz?

16 setembro 2009

Pra Pensar...

O amigo Garça me enviou esse texto. É do grande líder espiritual indiano Mahatma Gandhi. Garça disse que pensa na filha dele quando o lê. Eu já pensei no meu filho. E resolvi postar para que todos meus amigos possam ler, meditar e pensar em quem quiserem...

"Se eu pudesse deixar algum presente a você, deixaria aceso o sentimento de amar a vida.
A consciência de aprender tudo o que nos foi ensinado pelo tempo afora.
Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem.
Daria a capacidade de escolher novos rumos, novos caminhos.
Deixaria, se pudesse, o respeito àquilo que é indispensável:
alem do pão, o trabalho e a ação.
E, quando tudo mais faltasse, para você eu deixaria, se pudesse, um segredo:
O de buscar no interior de si mesmo a resposta para encontrar a saída."

14 setembro 2009

Beca

"Sempre tem uma primeira vez, né?. Meu pai e minha mãe resolveram que eu tinha que colocar um blazer para ir na festa de 15 anos da minha amiga Lívia Togni. Eu até que gostei. Peguei emprestado do meu avô. É confortável e ficou bacana..."

12 setembro 2009

A Força dos Ipês


Essas duas imagens mostram a força e a beleza dos ipês. A de cima é em frente a uma casa em Poços. Mesmo cercada por primaveras, ela se destaca, chamando a atenção de qualquer ser humano com um mínimo de sensibilidade. E a de baixo é o panorama da janela do meu escritório em São Paulo. Uma explosão amarela em meio ao cinzento concreto dos prédios ao redor. Em ambas pode-se admirar a espantosa cor das flores dessa árvore surpreendente. Nenhuma folha e incontáveis chumaços coloridos. Pena que durem tão pouco.

10 setembro 2009

Dedicado a Senna

Forçando um pouco dá para ler, ali no pedaço que começa com "This record is in memory of" .
(Grato ao Tiago Pagin pelo grifo na imagem)

Animado pelas 2 músicas que ouvi pela Internet, decidi comprar o disco que o filho do George Harrison, Dhani, lançou ao lado de um parceiro, Oliver Hecks, sob o nome de "thenewno2". O disco não é lá grande coisa, para o meu gosto. Muita eletrônica, sintetizadores, etc... Tem umas canções bastante interessantes, dando uma sensação que o filho do beatle que mais me identifico pode vir a ter uma carreira produtiva e de qualidade.

O que mais me chamou a atenção no disco foi um detalhe do encarte. Ele dedica o disco à memória de algumas pessoas próximas da família, como Derek Taylor, Neil Aspinall, e, para meu espanto, a Ayrton Senna. É sabido que George era chegado numa corrida, mas nunca pensei que seu filho tivesse esse mesmo gosto e chegasse a esse ponto.

Boa. Mais um ponto a favor do Dhani.

09 setembro 2009

Pré-Sal

O repórter perguntava às pessoas na rua se elas sabiam o que era o "Pré-Sal", até que um espirituoso mandou essa:
— É pressão sem o til?
Faz sentido...

08 setembro 2009

Marafalda

Um leitor da jornalista Barbara Gancia postou no twitter dela uma mensagem dizendo que o Maradona estava ficando a cara da Mafalda, outro grande ícone argentino.

Concordo! Só falta o lacinho na cabeça...

07 setembro 2009

Burle Marx

Eu e o Beto...
Peguei uma ótima exposição de Roberto Burle Marx no Museu de Arte Moderna, no Parque do Ibirapuera. Esse ano é o centenário de nascimento dele. O cara era fera mesmo. Além de projetos paisagísticos diversos, pelos quais ficou mundialmente famoso, ele era escultor, pintor, design de jóias, fotógrafo, etc... Achei muito bom programa e de graça (somente aos domingos).

05 setembro 2009

02 setembro 2009

A Cabana


Acabo de terminar de ler o livro "A Cabana", best-seller do escritor norte-americano William P. Young. Muito raramente leio obras que figuram entre os mais vendidos. Não sou um leitor voraz e nem fico correndo atrás dos sucessos para estar 'antenado'. Minha mãe ganhou esse livro de presente e perguntou se eu queria ler. Ela tinha gostado.
Achei o livro interessante, apenas um pouco pretensioso. A abordagem de como seria um encontro com Deus é atraente até um certo ponto. É uma questão muito pessoal e esse tema não mexe exatamente comigo. Certamente, o enredo é sólido e bem escrito. Faz a gente parar para pensar em alguns momentos e pode deixar boas mensagens sim. Acho que depende muito da pessoa. Tem gente que se sensibiliza mais com esse assunto ou até que precisa mais ouvir esse tipo de mensagem.

31 agosto 2009

Beatles Rock Band

No próximo dia 9 de setembro, será lançado o jogo Beatles Rock Band. Pelo jeito o negócio vai ser de primeira categoria. Estão sendo divulgados pequenos clipes promocionais do jogo que são muito bem feitos. Não sei bem como funciona essa história de jogar videogame com instrumentos ou mesmo com joysticks. Quero aprender!!!
Nem me perguntem como foi feito esse clipezinho abaixo. Só sei que é demais:

27 agosto 2009

Pastel de feira

Acho o visual das feiras e mercados muito bonito.

Um dos programas bacanas de se fazer em São Paulo é ir à feira comer pastel e tomar caldo de cana. Eu adoro feiras-livres, essas de rua, e os mercados municipais também. É uma mistura de aromas e cores que me enche os olhos. Sempre recomendo aos amigos que me visitam em Poços que dêem uma chegada ao Mercado. É um grande passeio.
As feiras de Sampa são deliciosas também, além do visual atraente e dos cheiros diferentes (nem sempre bons, diga-se) há uma certa 'bagunça ordenada' que é muito bacana. Gente anunciando seus produtos, senhoras pechinchando e apalpando as frutas e verduras, carregadores circulando, etc...
A organização não é o forte dessas barracas.
E os pastéis são, de fato, deliciosos. Verdadeiras tentações gordurosas. Enormes, saborosos, quentíssimos. Quase sempre fritos por uma senhora chinesa de ótimo humor. Vale a pena uma visita semanal...